O mercado imobiliário ajudando a economia Brasileira a respirar

Que a construção Civil tem sido um dos pulmões da economia brasileira nos últimos anos, isso não é segredo para ninguém que acompanha nosso blog, mas é necessário lembrar que eles não caminham sozinho. Quando os empreendimentos são entregues, é necessário apresentá-los ao mercado para aquisições, entrando em ação o mercado imobiliário.

Para falar um pouco desse assunto, iremos focar no setor logístico, onde iremos falar dos números referentes ao primeiro trimestre de 2022. Em comparação com 2022, vemos que as dificuldades do início do ano, como a guerra na Ucrânia e as restrições referente a pandemia afetaram o crescimento esperado. Se levarmos me conta o período de um ano para comparativo, veremos que boa parte da absorção de aluguéis foi feita por três setores: comércio, financeiro e life science que juntos representam 28% da absorção do mercado. Sendo estes os setores que mostraram fôlego durante o lockdown, devido ao investimento no digital para fomentar as vendas.

Em números, através do relatório divulgado no Boletim Secovi-SP, sabemos que no comparativo 2022-2021, observamos um aumento de 49% na taxa de locação, que significa que mais empresas retomaram os negócios de maneira física. Em contrapartida houve uma queda em relação ao novo estoque de 75%. Isso ocorre porque o mercado aguarda várias entregas começarem no segundo semestre de 2022.

Dentre o crescimento analisado, é possível destacar a procura pelos empreendimentos de alto padrão, um movimento chamado Flight to Quality. Isso, possivelmente, ocorre em detrimento do retorno do home office onde as pessoas buscam mais conforto no ambiente de trabalho.

Mas o panorama muda quando destacamos os condomínios logísticos, onde houve uma retração total do mercado. Um dos apontamentos da pesquisa revela que isso ocorre muito devido ao crescimento do comércio eletrônico, que teve um aumento de 27% de vendas no ano de 2021. O e-commerce já vinha ganhando espaço antes mesmo da pandemia, mas com a obrigação do home-office, o setor expandiu mais do que o esperado. É preciso falar do e-commerce, já que juntamente com logística e varejo, representa um total de 54% de absorção do mercado. Mesmo com a alta do preço, devido a diminuição de aluguéis, é esperado que esse quadro tenha mudado com a reabertura.

Todos observamos os recentes aumentos de preço na construção civil e aguardamos que as previsões de entrega do segundo semestre, juntamente com a retomada dos negócios para dar ainda mais fôlego para a economia brasileira.

E você, qual é a sua experiência? Ainda está em home office, modelo híbrido ou presencial?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: